Tecnologia: complica ou descomplica?

Posted on Postado em Acontece na Alcer, Artigos e Entrevistas, blog

Tecnologia: complica ou descomplica?

Acho que todos nós já refletimos o quanto a tecnologia pode ser benéfica ou maléfica para as nossas atividades diárias. Muitas vezes temos medo de confiar todas nossas informações as tecnologias, porém ao mesmo tempo, não conseguimos mais nos ver separados dela. A tecnologia irá bem além da conectividade entre as pessoas e as redes sociais, ela já é e continuará sendo essencial para o aumento da produtividade mundial e o crescimento econômico.

Hoje o mercado é composto por empresas enormes e internacionais, imagine quantas informações são geradas a cada minuto e quanto conteúdo pode ser gerado a partir dessas informações, só será possível ter controle e domínio dessas informações através da tecnologia e organização de dados para serem traduzidos e utilizados. Somente ela irá nos ajudar a tomar as decisões certas medindo todos os riscos e calculando todas oportunidades.

Porém, só por que as grandes empresas tem muitas informações não significa que somente elas podem se aproveitar das tecnologias. Temos a impressão de ser algo caro e inalcançável, aplicado somente por grandes empresas, mas atualmente temos sistemas que comportam pequenas e médias empresas e aumentam exponencialmente seus resultados. Mas, para tudo isso ser alcançado, a empresa precisa obter profissionais capacitados, pois ao contrário a empresa sofrerá uma retardação digital.

Também é importante que a empresa defina exatamente seus objetivos e prioridades, de acordo com as necessidades específicas do segmento da sua empresa e seus clientes, e assim planejar como ela quer alcançá-los e como a tecnologia  pode ajudá-la, por exemplo atender os clientes mais rápido e de forma mais barata ou aumentar a produtividade dos meus funcionários para que eles consigam fazer várias atividades em um menor período de tempo.

Desde já, as empresas precisam compreender a necessidade de implantar iniciativas e incentivos tecnológicos aos seus funcionários, para que eles estejam aptos e capacitados a utilizarem toda e qualquer tecnologia para melhorar a velocidade e qualidade de suas atividades. Iniciativas essas como cursos, palestras, workshops e participação de eventos serão essenciais para motivar todos da empresa e mantê-los atualizados no mercado, o que será um enorme benefício principalmente para a própria a empresa.

3 atitudes para transformar o seu negócio

Posted on Postado em Acontece na Alcer, Artigos e Entrevistas, blog

3 atitudes para transformar o seu negócio

Por mais que sua empresa esteja há muito tempo no mercado, a velocidade com que o mundo está evoluindo torna obrigatório uma pausa de tempo em tempo para avaliar como está indo o seu negócio em todos departamentos da empresa. Essa avaliação não se refere somente a se a empresa está lucrando ou não. A mesma teoria serve para empresas que são recentes, assim ela pode evitar cometer erros que só terão consequências negativas no futuro.

A Alcer separou 3 atitudes essenciais para você transformar o seu negócio em mantê-lo atualizado no mercado frente a constante evolução e aumento de concorrência que o mercado tem enfrentado.

 

  1. Ouça os seus clientes

 

Sim, é clichê e você provavelmente já escutou isso. E mesmo assim as maioria das empresas o deixam de fazer. O que acontece muito no mercado é os líderes da empresa estarem muito apegados a certas opiniões ou teorias ultrapassadas, e acabam se esquecendo que atualmente o modelo de consumo é definido pelo cliente. Pensar que a empresa que decide e influencia o cliente a realizar aquela compra é uma teoria ultrapassada, o poder de barganha está totalmente na mão do consumidor.

Ouvir o que o seu cliente tem a dizer pode proporcionar insights sobre qualquer departamento de empresa e principalmente sobre como é a jornada desse consumidor, qual caminho ele faz até escolher determinado produto ou serviço, por que ele escolheu esse serviço e não outro. E com essas informações a empresa será capaz de trabalhar toda a sua inteligência de mercado e direcionar a empresa para as necessidades identificadas.

 

  1. Valorize os funcionários

 

O sucesso da empresa está diretamente ligado a satisfação de seus funcionários. Afinal de contas, o primeiro contato que o cliente tem será com um funcionário, e aqui temos mais um clichê que não deixa de ser verdade, a primeira impressão é realmente a que fica. Saber proporcionar um bom clima organizacional é um fator chave para o bem estar dos funcionários, pois faz com que eles se sintam bem em seu local de trabalho, aumentando as chances deles quererem realizar o seu trabalho com paixão, fazendo com que os clientes percebam isso e associem todos esses sentimentos positivos com a marca. E os clientes só compram, se sentirem essa confiança.

 

  1. Busque consultoria

 

Não pense que sozinho você será capaz de planejar estrategicamente todos os departamentos da empresa. Se você deseja ter eficiência em todos os processos nada melhor que ter um profissional te auxiliando em cada etapa de planejamento e em toda implementação das estratégias definidas. Quando se trata do seu negócio, você nem sempre terá a visão mais neutra na tomada de decisões, o que pode atrapalhá-lo ao tentar fazer a melhor escolha.

Os profissionais de consultoria tem a expertise em identificar problemas, solucioná-los e trazerem indicadores que comprovam a otimização e eficiência das decisões tomadas. Além de que a gestão de negócios pode englobar todos os departamentos conforme a sua necessidade, assim você e o gestor terão a visão do todo, e a partir de um diagnóstico tomarão a melhor decisão baseada em dados reais.

Quero transformar o meu negócio, como a Alcer pode me ajudar?

Como relacionar com meu prospect?

Posted on Postado em Acontece na Alcer, Artigos e Entrevistas, blog

Como relacionar com meu prospect?

Já se tornou obrigatório que todas as empresas entendam que o poder de barganha está atualmente na mão dos clientes. São eles que controlam o que querem pesquisar e quando querem conversar com alguma empresa. Os clientes não querem, ou não suportam mais, serem interrompidos por propagandas, sejam elas online ou offline.

As empresas precisam definir estratégias que sejam interessantes e formem um diálogo com seu público alvo, para que eles saibam que ainda estão no poder e irão tomar toda e qualquer decisão. Devem ser definidas estratégias diferentes para abordagens diferentes, por exemplo, as estratégias online devem ter uma abordagem mais interativa e com estímulos que deixem a pessoa curiosa, e uma abordagem pessoal deve ser mais formal e não invasiva. No primeiro contato pessoal é muito importante que o vendedor esteja pronto para convencer o cliente potencial de que ele precisa saber mais, e precisa saber agora, mas ao mesmo tempo sem invadir seu espaço.

É importante que a pessoa que for visitar o prospect saiba tudo sobre ele. Não deixe para descobrir e conhecer o cliente no momento do encontro, descubra assuntos que ele é interessado, pesquise tudo sobre sua empresa e sobre sua personalidade individual. Caso forem acontecer várias visitas, faça o mesmo processo. Mas lembre-se de realizar tudo isso com moderação, pois o cliente pode confundir o interesse profissional com uma intimidade desnecessária.

O cliente potencial inconscientemente quer saber se você realmente tem interesse e preocupação com suas necessidades. Uma pesquisa atitudinal com 4.147 consumidores norte americanos, realizada pela The Futures Company em 2009, mostrou que 60% dos homens e 57% das mulheres acredita que na maioria das vezes as pessoas que os atendem não se importam com eles ou com suas necessidades, e ainda revelou que 72% dos homens e 66% das mulheres acreditam que as empresas se preocupam mais em vender produtos que já existem do que em apresentar algo que realmente encaixe em seu estilo de vida.

As empresas precisam se posicionar de uma forma diferente no mercado e buscar estratégias que passem credibilidade e empatia aos seus clientes. Cada empresa tem uma forma diferente de lidar com seu cliente, uma loja por exemplo deve estar constantemente treinando os seus funcionários no quesito de atendimento ao cliente e informá-lo sobre todo marketing da empresa e quais são seus objetivos para que todos funcionários estejam alinhados e focados naquele objetivo final, e claro, os superiores devem estar sempre atentos em como está sendo o comportamento desses vendedores, o que ele tem feito de certo deve ser parabenizado e o de errado deve ser analisado, compreendido e mudado.

Lembre-se, o poder está todo na mão dos consumidores para decidir o que é bom, o que é ruim, o que é uma tendência e o que irá ser acabado ou substituído. Está claro a demanda por um atendimento mais personalizado e um relacionamento mais aprofundado. Pesquisar o comportamento do seu público é essencial para conhecer suas necessidades e desejos, por que como já foi citado, é bom não decepcioná-lo.

 

Preciso melhorar a gestão comercial da minha empresa, como a Alcer vai me ajudar?

Qual a relação da big data com o meu negócio?

Posted on Postado em Acontece na Alcer, Artigos e Entrevistas, blog

Qual a relação da big data com o meu negócio?

O Big Data é um conjunto de softwares e algoritmos que fazem análises a partir de coletas eletrônicas de dados de variados assuntos. Essa tecnologia pode ajudar qualquer segmento de uma empresa, seja ela pequena, média ou grande a analisarem e segmentarem os seus clientes em características específicas, tornando a personalização e customização dos produtos ou serviços oferecidos totalmente possível e viável.

O Big Data cria uma biblioteca de informações que remetem a sua empresa ou ao segmento que ela se encaixa, o que inclui o comportamento digital dos seus clientes. Essa biblioteca conterá dados organizados, que ao serem segmentados irão virar informações, e as informações quando analisadas geram conhecimento. Tal conhecimento pode ser aplicado a favor das estratégias da empresa, criando assim vantagens competitivas frente aos concorrentes.

Um exemplo é o setor de varejo que podem pesquisar quais são os melhores pontos de vendas de acordo com dados demográficos, fluxo de pessoas e consumo setorial. Outras empresas que se beneficiam dessa tecnologia são as empresas do mercado financeiro, que fazem uma relação entre os dados públicos de seus clientes para construir um perfil de crédito adequado a ele. Mas para que essas análises sejam realizadas de acordo com os objetivos da sua empresa, você deve escolher o tipo certo de software para os objetivos dela.

Um software muito utilizado é o Customer Analytics, que é justamente aquele analisa os dados disponíveis na rede e troca fatores relevantes ao tipo de perfil de cliente que a sua empresa busca atingir, nessa análise podem surgir informações que a empresa não tinha conhecimento sobre seu público ou é até mesmo possível identificar tendências que irão emergir naquele meio. Assim a empresa pode estar sempre um passo à frente e conectada com a linguagem e realidade de seus clientes.

É muito importante que as empresas estejam atentas as tecnologias que podem auxiliar os seus negócios, porque se não estiverem, outras empresas poderão estar e utilizarão aquilo a favor delas e contra os concorrentes. O poder dos softwares de análises digitais devem ser incluídos nas prioridades dos líderes das empresas, sejam elas pequenas, médias ou grandes, para que assim elas estejam a frente no quesito de inteligência de mercado.

 

Quero otimizar os processos da minha empresa, como a Alcer pode me ajudar?

O vendedor e sua força

Posted on Postado em Acontece na Alcer, Artigos e Entrevistas, blog

O vendedor e sua força

Os vendedores devem saber explorar as suas maiores forças, e caso não saibam que elas estão ali, devem se esforçar mais ainda para descobri-las. Os bons vendedores são capazes de compreenderem e identificarem as dores e necessidades do cliente que ele está atendendo, e assim definir instantaneamente qual a melhor estratégia para convencê-lo.

Os vendedores devem ser capazes de identificar oportunidades e trabalhar como inteligência de mercado para a empresa, compartilhando insights adquiridos através do contato com o consumidor, afinal, ele será a pessoa mais próxima do cliente, a sua opinião jamais deve ser subestimada. Cabe aos líderes das empresas compreenderem a importância que a equipe de vendas tem para conhecer o cliente de perto.

Porém, trata-se de uma atividade cansativa se não for valorizada da forma correta, o líder da equipe deve sempre buscar estar incentivando os vendedores e os parabenizando por cada conquista, caso o resultado seja negativo, o líder deve concentrar suas observações na estratégia que foi utilizada pelo vendedor, não no resultado em si. Dessa forma, até mesmo as fraquezas daquele vendedor irão lutar para se tornarem forças, o vendedor já sabe que o resultado é dependente de como foi executado o processo de venda.

O vendedor expira confiança com quem conversa, demonstra dominar o assunto e faz com que o cliente em atendimento sinta que aquela pessoa está ali para realmente ajudá-lo a tomar a melhor decisão possível. O vendedor pode ser a linha determinante de confiança entre o cliente e a empresa.

 

Quero melhorar minha área comercial, como a Alcer pode me ajudar?

O que conecta o seu trabalho com produtividade?

Posted on Postado em Acontece na Alcer, Artigos e Entrevistas, blog

O que conecta o seu trabalho com produtividade?

Entregar todas as atividades em dia e cumprir todas as tarefas não significa que você está sendo produtivo. A produtividade se refere ao grau de qualidade com que qualquer atividade é realizada para um objetivo fim e se esse objetivo realmente foi alcançado. Você já se perguntou o porquê de a sua empresa estar fazendo tudo conforme o planejado e no prazo certo mas não estar crescendo no mercado?

Primeiramente, antes de começarmos a produzir, é preciso realizar uma gestão estratégica para compreender a missão daquela empresa, qual é a sua proposta de valor para o cliente e seu posicionamento frente ao que já existe no mercado, e somente a partir da definição desses itens que as próprias atividades estratégicas a serem realizadas devem ser planejadas,  assim o sentido das mesmas será muito maior. E o mais importante é que todos os departamentos estejam alinhados a um objetivo comum.

Mesmo que essas duas primeiras etapas sejam realizadas com excelência, de nada irá adiantar se todas as pessoas envolvidas na empresa não estiverem cientes desses objetivos e estratégias, e acima de tudo, concordem com eles. É necessário que a empresa realize treinamentos, reuniões, incentivos, escolham os líderes certos e valorizem o clima organizacional. Tudo isso incentiva os colaboradores a buscarem uma carreira dentro da empresa, aumentando assim seus engajamentos em todas atividades.

Porém, também deve-se tomar cuidado com a quantidade de atividades definidas, é preciso que as pessoas que estiverem às realizando tenham foco em uma atividade por vez, compreendendo o total de fatores que envolvem a necessidade daquela atividade e como ela impactará a empresa se obtiver resultados positivos. Uma boa cultura organizacional e de gestão pessoas pode garantir que esses processos não venham a falhar ou sair dos objetivos. Sempre é preciso planejar, antes de realizar.

 

Preciso aumentar a produtividade na minha empresa, como a Alcer vai me ajudar?

Como motivar sua equipe de vendas

Posted on Postado em Acontece na Alcer, Artigos e Entrevistas, blog

Como motivar sua equipe de vendas

Uma boa equipe de vendas é sem dúvidas um fator chave de sucesso para qualquer empresa. Porém, esse fator só trará sucesso se a própria equipe estiver motivada e apta a alcançar esse sucesso. Acontece que muitas empresas subestimam o departamento de vendas ou não dão o suporte e incentivos necessários para que eles realizem o seu trabalho com excelência. E quando referimos a incentivos, não estamos falando sobre dinheiro.

No livro “O crescimento da classe criativa” escrito por Richard Florida, um teórico norte-americano do Urbanismo que e professor na Universidade de Toronto, realizou uma pesquisa com 20.000 pessoas perguntando “O que mais te motiva no seu trabalho?” e o resultado foi surpreendente, sendo em ordem crescente:

  1. Desafios e responsabilidade
  2. Flexibilidade
  3. Ambiente estável de trabalho
  4. Dinheiro
  5. Desenvolvimento pessoal
  6. Reconhecimento
  7. Chefe e colegas que dão apoio
  8. Tarefas motivadoras
  9. Cultura da empresa
  10. Localização

 

Dessas respostas, apenas um item remete a dinheiro. Essa análise permite compreender que a melhor maneira de aumentar a produtividade do setor de vendas é fazendo com que os vendedores se sintam motivados. Por exemplo:

 

O líder deve assumir responsabilidade

O líder deve estar trabalhando em conjunto com a equipe, nenhum funcionário gosta de sentir a pressão da hierarquia sobre o seu trabalho, é essencial que eles sintam que existe harmonia naquele ambiente e que todos querem atingir um bem comum. Caso a equipe de vendas esteja desmotivada, provavelmente o líder deve estar sendo desmotivante ou não está sabendo trabalhar em sintonia com a equipe.

Um bom começo é conversar com os vendedores, entender quais estão sendo suas dificuldades e trabalhar em soluções para elas, além de reconhecer quais são os pontos fortes daquele vendedor em específico e elogiá-lo por isso. Mas lembre-se, os feedbacks negativos devem ser feitos individualmente e os elogios preferencialmente em público.

Outro ponto importante é que o líder deve sempre buscar entender o por trás de todo resultado que está sendo obtido, seja ele positivo, para que a empresa continue usando aquela estratégia, ou negativo, para que novas estratégias sejam traçadas. Nem sempre a falta de resultados positivos é culpa do vendedor, a estratégia pode não estar adequada para o perfil do cliente ou ao objetivo final daquela atividade, toda e qualquer empresa precisa de reestruturações de vez em quando.

 

Atividades internas

Um bom ambiente de trabalho precisa de atividades que motivem os funcionários e os tirem um pouco da mesma rotina, é importante que eles sintam que estão se desenvolvendo profissional e pessoalmente naquele espaço. Treinamentos são essenciais para que os vendedores sintam que estão sendo atualizados e capacitados na atividade que realizam, para que assim realizem suas atividades com sucesso, o que é ótimo para a empresa.

Também é interessante que sejam realizadas reuniões ao longo do semestre, realizando feedbacks gerais e feedbacks pessoais da experiência daqueles vendedores, afinal, ótimos insights podem ser tirados deles, já que são as pessoas mais próximas dos clientes. Outras reuniões também podem ser realizadas para estabelecerem métricas e obter um acompanhamento desses resultados de forma quantitativa.

 

Campanhas e eventos

Outras atividades que pode acontecer dentro da empresa são campanhas e eventos, tanto profissionais quanto pessoais para que as pessoas ali se conheçam e sintam que fazem parte daquele local, quando o vendedor sentir que faz a diferença ali não somente nos resultados das vendas, ele ficará ainda mais motivado.

A empresa também pode motivar e ajudar os vendedores a participarem de eventos fora da empresa, mostrando assim que a mesma acredita no potencial e desenvolvimento dos funcionários, projetando-os para o mercado real. O prazer de realizar aquela profissão deve existir dentro e fora do espaço físico da empresa em que a pessoa trabalha.

 

Com esses movimentos básicos a sua empresa será capaz de gerar o sentimento de pertencimento nos funcionários, fazendo com que eles se sintam valorizados e parte de toda a estrutura daquela empresa, e que a ausência dele faria falta.

Gestão comercial e suas vantagens.

O impacto da computação quântica no futuro dos negócios

Posted on Postado em Acontece na Alcer, Artigos e Entrevistas, blog

O impacto da computação quântica no futuro dos negócios

Computadores automatizando praticamente todos processos e sistemas que facilitam tomadas de decisões de qualquer empresa não estão mais tão longe quanto pareciam. A computação quântica está saindo dos laboratórios de grandes empresas de tecnologia para entrar no cotidiano das empresas de todos os portes e em qualquer segmento de mercado. O governo americano já se comprometeu a investir US$ 1,2 bilhão no segmento em cinco anos, a União Europeia também já decidiu destinar € 1 bilhão ao longo de dez anos. Já a China anunciou um investimento de US$ 10 bilhões.

“Imagine um grande labirinto com inúmeros caminhos e apenas uma possibilidade de saída e você sozinho tentando encontra-la, quanto tempo levaria? Essa é mais ou menos a realidade da computação convencional que temos agora. Imagine nesse mesmo labirinto uma grande quantidade de pessoas te ajudado a encontrar a saída utilizando cálculos de acordo com a probabilidade de caminhos do labirinto, provavelmente encontrariam a saída em segundos, essa é a computação quântica.” disse Juliano Lopes, sócio e CEO da Alcer consultoria em gestão de negócios.

A alta capacidade de processamento desses computadores  será capaz de traçar caminhos complexos e fazer projeções de cada possível decisão a ser tomada pelas empresas, como gestão de investimentos, mensuração de risco em diferentes cenários e pesquisas, deixando as empresas ainda mais capacitadas e planejadas para qualquer acontecimento. Porém, as empresas terão que estar preparadas para realizar um grande investimento, o departamento de TI por exemplo, terá que estar altamente capacitado para criar algoritmos quânticos.

As empresas com recursos computacionais precários na área de otimização ou segurança de dados devem começar a entender como essa tecnologia poderia resolver seus problemas, já que, através de formulações quânticas será possível reter todo e qualquer conhecimento de forma otimizada e ainda receber sugestões com dados estatísticos calculados de acordo com o objetivo da empresa. Provavelmente os setores que mais irão se beneficiar de imediato dessa tecnologia serão a medicina, com a agilidade na simulação de moléculas e suas interações para gerar novas drogas; a logística, com a possibilidade de também realizar simulações nos processos e descoberta das mais eficientes; os serviços financeiros, com o controle de investimentos e análises de fatores de risco e serviços de segurança, que manterão todas informações e conhecimentos de uma empresa seguros.

Mas outros setores que são muito fortes no Brasil também serão futuramente afetados, como o setor de agricultura em grande escala. “Os estudos sobre genética da planta de café por exemplo, que demoram anos para terem seu sucesso comprovado, devido a necessidade do teste empírico, terão sua comprovação em segundos com a computação quântica, isso mudará completamente o mundo dos negócios.” ressaltou também Juliano Lopes. A utilização de fertilizantes artificiais e produção de insumo precisam de alta pressão e temperatura e utilizam entre 1% e 2% da eletricidade do mundo inteiro. Mas sabemos que na natureza esse mesmo processo químico é realizado em condições normais de temperatura e pressão pelas bactérias, é esperado que a computação quântica seja capaz de fazer essas simulações. “Sabemos mais ou menos quais são as reações envolvidas, mas não conseguimos simulá-las (para entendê-las) na computação clássica”, diz Carlos Cardonha, de 36 anos, pesquisador na IBM.

Realmente parece algo muito futurista, porém, as grandes corporações estão investindo nesse momento milhares de dólares nessa área, para que assim esse futuro não parece tão distante assim. O objetivo na verdade é justamente o contrário, é fazer com que a sua empresa parece já estar no futuro.

 

Quero otimizar os processos da minha empresa. Veja como a Alcer pode te ajudar!