Não aguento mais meu trabalho. O que devo fazer?

Posted on Postado em Artigos e Entrevistas

Não aguento mais meu trabalho. O que devo fazer?

Encare com naturalidade, em algum momento você irá desistir do seu trabalho, eu não sei se será hoje ou nos próximos meses ou anos, uma hora isso irá acontecer. Mas o que devo fazer se não aguento mais trabalhar? O que faço para não fechar as portas da empresa que estou caso eu me arrependa e queira voltar? Como sair do meu trabalho e mesmo assim ter boas recomendações?

Primeiramente, sabemos que passamos por um período difícil, com alto índice de desemprego em nosso país uma recolocação profissional pode demorar até 8 meses segundo estimativa realizada pelo SPC (Serviços de Proteção ao Crédito) através de dados do IBGE. Se a sua decisão for desistir do seu trabalho, a primeira pergunta é, estou preparado financeiramente para ficar até oito meses desempregado? Se você não estiver preparado, é fundamental que faça um plano financeiro antes.

Decidir deixar um emprego não é fácil. Pode ser difícil descobrir se sair é a decisão mais correta. Geralmente, a vontade de sair está vinculada muitas vezes a alguma infelicidade geral dentro da organização como relacionamento interno, incapacidade de crescimento, alto índice de pressão, ou até mesmo rotinas que você possa não se adaptar no dia a dia. No entanto, existem maneiras mais inteligentes e melhores para terminar um relacionamento profissional, aqui vão sete sugestões para que isso aconteça:

Primeira sugestão: Tente Entender Suas Insatisfações

É muito importante tentar entender o motivo que você não quer mais continuar no seu trabalho, muitas vezes, algo externo ou até mesmo pessoal, pode estar te deixando insatisfeito, sendo assim, não será desistindo do trabalho, que você resolverá seu problema. Caso seja algo dentro da empresa, você pode tentar resolver, conversando com seu superior ou equipe sobre o assunto, isso pode te ajudar a encontrar respostas e talvez até encontrar soluções para continuar na empresa.

Segunda sugestão: Saia Com Dignidade e Honra

Aqui que começa tudo. Como você sai do trabalho é mais importante do que como você entra, é hora de você deixar as portas abertas, não fale mal de sua equipe, do seu chefe ou da empresa, você pode expor sua opinião em uma entrevista de desligamento, ou na despedida de seu chefe como uma crítica construtiva, eu sempre digo que “você pode escolher qualquer amigo, mas não pode escolher um colega de trabalho”, inclusive pode trabalhar com ele novamente em outra empresa. Como consultor, eu sempre observo como as pessoas deixam seu trabalho, analiso principalmente porque posso indicá-las para outras vagas em outras empresas.

Terceira sugestão: Faça Com Que as Pessoas Sintam Falta de Você

Você tem duas opções, sair e todo mundo dizer “que bom que você saiu”, ou você pode deixar algum “legado” e as pessoas dizerem, “nossa, ele era muito bom, está fazendo falta”. Se está disposto a sair deixe seu setor organizado, passe seu trabalho para outra pessoa se for preciso, passe relatório da situação atual do setor para seu supervisor e principalmente, mantenha um bom relacionamento com seus colegas de trabalho.

Quarta sugestão: Não Procure Emprego No Seu Horário de Trabalho

É essencial, seu empregador está pagando pelo seu horário de trabalho, permaneça trabalhando e produzindo, procure emprego fora do seu horário, procure agendar entrevistas fora dele e nunca use o e-mail da empresa para procurar outro trabalho, o e-mail continua por anos e pode inclusive ser investigado pela mesma.

Quinta sugestão: Não Compartilhe Informações da Empresa

Em outros processos seletivos, ou até mesmo em outro trabalho, podem te perguntar sobre como era os processos ou outras informações na companhia que você trabalhava, nunca compartilhe informações, isso dirá muito mais sobre você do que da empresa que trabalhou, as informações são de propriedade da empresa, e isso inclusive, pode ser até um teste no seu processo seletivo ou até mesmo já no emprego que está para saber qual o grau de confiança podem depositar em você.

Sexta Sugestão: Valorize Sua Rede - Network

Valorize sempre seus contatos. Mantenha sua rede de relacionamento ativa, não apenas quando te interessar. Envie e-mails de sugestões, artigos ou simplesmente passe para tomar um café e saber como estão essas pessoas, elas podem te ajudar em uma nova recolocação, procure também aumentar sua rede, isso pode facilitar muito sua saída.

Sétima Sugestão: Tente Ter um Tempo de Transição

É muito importante chegar a um novo trabalho de cabeça limpa, livre de vícios, tente um tempo para se espairecer, refletir, cuidar de outras coisas pendentes para que você chegue ao novo trabalho de mente aberta para muitas mudanças que podem vir, estará em uma cultura completamente diferente da anterior, e as empresas precisam que os colaboradores consigam se adaptar rápido a novas realidades. 

Juliano Lopes

"Possui mais de doze anos de experiência em gestão, Administrador de Empresas com MBA em Gestão Financeira, Auditoria e Controladoria pela Fundação Getúlio Vargas, especialista em: Diagnóstico Empresarial, Plano de Negócio, Cultura Organizacional, Planejamento Estratégico, Controles e Gestão Financeira, Implantação de Normas Internas, Balanced Scorecard, Gestão Qualidade ISO 9001 e Franchising, além de pesquisador de Marketing Estratégico e comportamento dos consumidores.  Trabalhou em empresas como Danone, Banco Real, Eletroligas e Luis Borges Consultores. Atualmente é Consultor de Gestão e Sócio/Diretor da Alcer Consultoria além de palestrante e professor universitário."

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *